Redução de custos pendentes no tratamento de águas residuais em Belize

GESTÃO DE NEGÓCIOS

d5b3c01c97812676ce5ba222b3ad0fb1 (1)

A Belize Sugar Industries Ltd. (BSI) produz açúcar na cidade de Orange Walk, Belize desde 1967. 
Como processam aproximadamente 1,3 milhão de toneladas de cana-de-açúcar por ano, eles buscam uma solução sustentável para o gerenciamento de suas águas residuais. 
Além disso, eles queriam reduzir custos, já que estavam aplicando um sistema de aeração que consumia grandes quantidades de eletricidade.

EM APLICAÇÃO

614b50a73b6f16f37b3bcee3409fc4a2 (1)

Tanques de hold EM

O EM ・ 1 (AEM) ativado é preparado no local para ser usado dentro da água residual proveniente da usina de processamento de açúcar. 
Eles ativam EM ・ 1 e aplicam uma vez por semana.

PROBLEMAS

5a34b3f1ff3e79bc1bce81b8c1c02f78 (1)

Eles tiveram problemas com os maus odores causados ​​por sulfeto de hidrogênio e gases de amônia dentro das lagoas de tratamento de águas residuais, bem como problemas de poluição que matam peixes e a vida aquática em rios próximos. 
Eles também enfrentaram problemas no controle de DQO e DBO em efluentes.

RESULTADOS

4a492ee3c62faf058ae52f0625f87878 (1)

Lagoa 1 (entrada) após cinco meses de aplicação do EM

Após a aplicação da EM Technology por um ano, os resultados são bem-sucedidos: 

1. Controle completo de odores 
2. Redução acentuada  na população de moscas domésticas 
3. Eliminação completa das bombas de ar e, consequentemente, eliminação dos custos de manutenção 
4. Redução significativa do custo da mão-de-obra associada à gestão de tanques 
5 Aumentar a população aviária em torno da área da lagoa de tratamento 
6. Reduzir o tempo em operações de tratamento de trabalho 
7. COD, DBO, lodo e outros parâmetros físicos e químicos melhorados em efluentes de águas residuais

Tabela comparativa de custos de gestão (Belize $)

Redução de 50% após a aplicação EM

cost reduction graph (1)

Fonte: http://www.emrojapan.com

Em Montenegro as autoridades locais estão convencidas com o efeito de EM

 

No início de 2017, o Sr. Boris Jabučanin da EMCG doo conversou com os representantes do Município de Ulcinj, Montenegro, sobre a solução de um grande problema ambiental – no canal Port Milen, com EM. 

EM não é amplamente conhecido em Montenegro, assim, eles decidiram realizar um projeto piloto para apresentar o que EM pode trazer para a comunidade local e para todo o país. 
Eles jogaram 150 muds EM e aplicaram 20L de EM em um espaço de aproximadamente 200m 2 em Port Milen.

Representantes do Município de Ulcinj, bem como ONGs locais e um grande número de cidadãos participaram deste evento em 11 de março de 2017.

Depois de três semanas, o lodo que cobria o fundo do canal flutuou até a superfície, e a água na área tratada ficou clara. 

Este evento teve um grande eco no público montenegrino e atraiu a atenção da mídia. O evento foi apresentado por um jornal local, Pobjeda, em 12 de março de 2017 e essa notícia fez uma página inteira. 

O EMCG doo cooperará com as ONGs locais e continuará planejando organizar numerosas apresentações e eventos para melhorar o ambiente.

Direitos de Autor: TV Vijesti                                                            Fonte: http://www.emrojapan.com

Tecnologia EM™ no Meio Ambiente

Na Sociedade atual, a geração de grandes quantidades de resíduos sólidos assim como a contaminação ambiental, são quase inevitáveis. O grande problema entretanto, está em como manejar a situação e quanto este manejo custa à sociedade e ao meio ambiente, e quanto custará às futuras sociedades.

Felizmente, desde o descobrimento da Tecnologia EM™, muitos projetos ao redor do mundo tem se beneficiado de resultados significativos no saneamento ambiental. A Tecnologia EM™ é sumamente econômica e natural, segura, fácil de usar, de alta qualidade, e produz resultados surpreendentes no controle de maus odores, no tratamento natural do chorume, na redução da produção de gases nocivos, e principalmente na descontaminação de solos e corpos de água. A Tecnologia EM™ não só é capaz de amenizar os impactos no manejo de problemas ambientais, mas também com a integração de certos manejos, pode representar uma alternativa para a geração de renda, como por exemplo, a produção de biogás, composto orgânico e biofertilizantes.

RECUPERAÇÃO DE SOLOS DEGRADADOS

O EM•1® poderá ser usado para restaurar as condições físico-químicas e microbiológicas do solo.

Modo de usar e considerações

•    100 a 200L por ha, realizando de 4 a 8 aplicações anuais.

Para um melhor e rápido resultado, pode-se realizar o seguinte esquema de
aplicações e dosagens:

•    1º ano – 200 L por ha, realizando 8 aplicações por ano
•    2º ano – 150 L por ha, realizando 6 aplicações por ano
•    3º ano em diante – 100 L por ha realizando 4 aplicações por ano.
* Aliado às aplicações de EM•1®-Ativado, deverá ser incorporado ao solo pelo menos 5 toneladas de matéria orgânica por Hectare, como por exemplo, estercos, camas de frango, restos de colheitas, matéria verde de podas, etc.

DESCONTAMINAÇÃO DE SOLOS

Em alguns casos, o EM•1® poderá ser usado para a biorremediação de solos contaminados através da fixação, via quelatização, de metais pesados e resíduos de agrotóxicos.  Via compostagem, também poderá neutralizar resíduos de petróleo e outros óleos.

A metodologia e dosagem variam de acordo à fonte de contaminação. Por favor, entre em contato para obter maiores informações.

DESCONTAMINAÇÃO DE RIOS, LAGOS E LAGOAS

Hoje é evidente, a água é um bem muito precioso. Devido às adversidades, e muitas vezes pela própria ação do homem, muitos corpos de água se encontram contaminados ou eutrofizados. Esta contaminação se apresenta de diversas formas, entretanto, a alta concentração de matéria orgânica e coliformes, e a principal delas.

Felizmente, o EM•1® pode reverter estas situações de maneira natural e barata. Os microorganismos eficazes, através de um processo de fermentação benéfico, acelera a decomposição natural dos compostos orgânicos, produzindo substâncias bioativas e suprimindo os microorganismos patógenos que promovem a putrefação e a produção de gases nocivos que contaminam a água e produz maus odores. Assim, com a aplicação de EM•1® é possível restaurar o equilíbrio natural do sistema aquático, trazendo consigo, efeitos benéficos e sustentáveis.

Modo de usar e considerações

•    Usa-se 1 L de EM•1®-Ativado para cada 1.000 L de água a ser tratada.
•    Depois da aplicação, é necessário esperar pelo menos de 1 a 6 meses para avaliar os resultados. Não havendo resultados significativos, deverá ser repetida a aplicação, e novamente, esperar outro mês.
•    Uma vez se alcance os resultados esperados, há a necessidade de dar manutenção ao sistema, neste caso, realizar-se-ão aplicações mensais de 1 L de EM•1®-Ativado para cada 10.000 L de água.
O método de aplicação, assim como as dosagens, pode variar de acordo com as condições do sistema (água corrente ou parada), local, e principalmente dos custos. Sendo assim, consulte-nos para uma assistência personalizada.
O conceito é que, quanto mais microorganismos eficazes™ haver no sistema, mais eficiente e rápido será o processo de purificação e restauração.

ATERROS SANITÁRIOS

Pulverizando o EM™ diariamente sobre os resíduos antes do processo de aterramento e compactação, pode-se diminuir a poeira, controlar os odores e aumentar o índice de compactação.

Modo de usar e considerações

Deve-se preparar uma solução de 5% de EM•1®-Ativado, e pulverizar diariamente sobre todos os resíduos. Para grandes aterros sanitários, o uso de caminhão pipa é fundamental para realizar as aplicações. Sendo assim, é simples, suponha que com um caminhão pipa de 10.000 L se possa pulverizar toda a área do aterro sanitário. Neste caso, apenas dilua 500 L de EM•1-Ativado no tanque do caminhão e complete com água e pulverize. É recomendável que as pulverizações sejam feitas nas primeiras horas da manhã.
Use esta mesma dosagem para efetuar a limpeza das ferramentas e máquinas, e principalmente para a lavagem dos caminhões de coleta.

Benefícios

•    Eliminação do mau cheiro ao entrar em contato com os resíduos, pois diminui a produção do hidrogênio sulfídrico (H2S) e metano.
•    Ajuda a controlar a poeira.
•    Promove sua acelerada decomposição natural (4 a 6 semanas) de lãs matérias orgânicas, aumentando assim o índice de compactação e tratando naturalmente o chorume.

Tecnologia EM™ na Vida Cotidiana

O EM•1® tem uma ampla gama de aplicações cotidianas que vai desde a compostagem dos restos de comida ao tratamento do mau cheiro de um canil. O uso da Tecnologia EM™ é simples e totalmente adaptável às condições existentes em sua casa.

ELABORAÇÃO DE ADUBOS ORGÂNICOS

Os resíduos orgânicos provenientes da cozinha ou do jardim podem ser transformados em um fértil composto (Bokashi) em um curto espaço de tempo (2 a 3 semanas).

Modo de usar e considerações

•    50 mL de EM•1®-Ativado por cada Kg ou balde de material (total da mistura de todos os resíduos).
•    Geralmente 150 mL de água são suficientes para pulverizar 1 Kg de material a ser fermentado. Apenas Dilua 50 mL de EM•1®-Ativado em 150 mL de água.
•    Se as partículas dos resíduos são muito grandes, triture ou pique o material. Isso acelerará o processo de fermentação.
•    Se possível, agregar à mistura, cal virgem ou gesso, na proporção de 100g por Kg, para ajudar na fermentação.
•    Enquanto mistura o material, pulverize o EM•1®-Ativado sobre todo o material para que possa entrar em contato com todas as partículas.
•    Pulverize apenas uma vez.
•    Forme montículos no jardim ou em outra área com altura entre 1 a 1,5 m, para facilitar o manuseio do material. Se preferir, use um tambor ou outro recipiente.
•    Para uma melhor fermentação, mantenha uma umidade de 40% (40% de umidade é quando ao pressionar o material com a mão, não escorrerá água entre os dedos), e se possível cubra o material com uma lona plástica.
•    Se possível, realize o controle de temperatura, evitando que a mesma ultrapasse 60ºC. Se a temperatura ultrapassar este limite, realize novamente a mistura do material para baixar a temperatura.
•    Em 2 a 3 semanas, o composto estará pronto para ser utilizado na própria empresa ou mesmo comercializado.
•    Use o Composto Bokashi na dose de 1kg por cada m2 de jardim ou horta caseira.

Benefícios

•    Acelera o processo de fermentação dos resíduos orgânicos, apenas 2 a 3 semanas.
•    Aumenta a disponibilidade dos nutrientes contidos nos resíduos orgânicos, principalmente Nitrogênio e Fósforo.
•    Enriquece o composto com microorganismos benéficos.
•    O processo é inodoro e sem presença de insetos.
•    Ajuda a evitar a contaminação ambiental, pois os resíduos orgânicos já não vão mais para os aterros sanitários.

TRATAMENTO DE CAIXAS DE GORDURA E FOSSAS SÉPTICAS

Uma das maneiras mais simples e barata de realizar o tratamento de caixas de gordura e fossas sépticas é com a Tecnologia EM™. Os microorganismos do EM™ são capazes de acelerar o processo de decomposição de gorduras e azeites, realizando efetivamente a limpeza da caixa, dos tubos e das pias, evitando a limpeza periódica dos mesmos. O EM™ ainda ajuda a eliminar o mau cheiro das caixas e conseqüentemente, a presença de insetos e roedores.

Modo de usar e considerações

•    1 L de EM•1®-Ativado por cada 50 L de capacidade do coletor ou fossa.
•    Antes de realizar a primeira aplicação, é recomendável efetuar uma limpeza no coletor ou caixa para remover o excesso (crosta) que se deposita nas laterais.
•    No primeiro mês, realize 4 aplicações, distribuindo uniformemente na caixa coletora.
•    Logo, faça a manutenção semanal aplicando através das pias e vasos sanitários 50mL diariamente, ou 1 L para cada 1.000 L de água utilizada durante a semana. A manutenção também pode ser iniciada no primeiro mês.

LIMPEZA EM GERAL

O EM•1® poderá ser usado para realizar a limpeza geral da residência, ajudando a suprimir maus odores e a reduzir custos, principalmente com o uso de produtos químicos.

Modo de usar e considerações

Na limpeza geral, o EM•1® pode ser usado de 4 maneiras:

1.    Aplicação direta em todos os sanitários, urinais, pias e ralos.
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: 100 mL por cada vaso sanitário, urinal, pia e ralo. Aplicar diariamente nos primeiros 3 meses, e 1 vez por semana após o 3º mês.
•    Forma de aplicação: após a limpeza de rotina, aplicar diretamente dentro dos vasos, urinais, pias e ralos.
•    Se necessário, se pode agregar essência natural desodorizante, neste caso, a essência deverá ser agregada ao EM•1®-Ativado antes de usar-lo.

2.    Pulverizado em todas as superfícies
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: preparar uma solução com 1 L para 19 L de água limpa sem cloro e agregar essência natural desodorizante, ou seja, uma solução com 5% de EM•1®-Ativado e essência desodorizante.
•    Rendimento: 20 L da solução para 300 m2 de superfície.
•    Freqüência de aplicação: diariamente
•    Forma de aplicação: após a limpeza de rotina, pulverizar a solução preparada em todas as superfícies do sanitário, paredes, pisos, muretas, sobre pias, incluindo interiores dos vasos sanitários, pias, urinais, cestos de lixo, etc.

3.    Na água de limpeza geral
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: 1 L / 50 L de água limpa sem cloro.
•    Freqüência de uso: diariamente
•    Forma de aplicação: apenas dilua o EM•1®-Ativado na dose indicada na água que será usada na limpeza.

4.    Na água de limpeza de áreas externas
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: 1 L / 100 L de água limpa sem cloro.
•    Freqüência de uso: diariamente
•    Forma de aplicação: apenas dilua o EM•1®-Ativado na dose indicada na água que será usada na limpeza da garagem, calçamento, vias cimentadas, passeios, etc.

*** Esta mesma diluição, pode ser usada na água de irrigação do jardim e áreas verdes.

TRATAMENTO DE ANIMAIS DOMÉSTICOS

O EM•1® atua como um excelente eliminador de maus odores, e seu uso é totalmente seguro à saúde dos mascotes, pois está composto de microorganismos bem conhecidos como as leveduras e Lactobacillus que muitas vezes são usados como probióticos em rações e suplementos.

Em realidade, o EM•1® também poderá ser usado como probiótico, principalmente em cães e gatos.

Modo de usar e considerações

1.    Limpeza das instalações das mascotes
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: preparar uma solução com 1 L para 19 L de água limpa sem cloro e agregar essência natural desodorizante, ou seja, uma solução com 5% de EM•1®-Ativado e essência desodorizante.
•    Aplique todos os dias durante 1 semana, e posteriormente, passe a aplicar de 2 a 3 vezes por semana. Pulverizar a solução preparada em todas as superfícies, paredes, pisos, muretas, grades, e principalmente sobre as excretas.

2.    Diluído na água oferecida aos mascotes
•    Para colocar na água que os mascotes bebem, apenas dilua na água na proporção de 0,05%, ou seja, 0,5 a 1mL por litro de água. E o mau cheiro das fezes e da urina desaparecem e ajuda a recompor a flora intestinal.

Tecnologia EM™ na Industria

O EM•1® tem uma ampla gama de aplicações na área industrial que vai desde o tratamento de efluentes até o aproveitamento final dos resíduos oriundos da industrialização. O uso da Tecnologia EM™ é simples e totalmente adaptável às condições existentes nos atuais sistemas de industrialização.

TRATAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS ORGÂNICOS

Os resíduos orgânicos provenientes da transformação industrial ou mesmo provenientes dos restaurantes e jardins da empresa, podem ser transformados em um fértil adubo orgânico fermentado tipo Bokashi em um curto espaço de tempo (2 a 3 semanas).

Modo de usar e considerações

•    Apenas Dilua 1 L de EM•1®-Ativado em 18 L de água. Geralmente 18 L de água são suficiente para pulverizar 1m³ de material a ser fermentado.
•    Se as partículas dos resíduos são muito grandes, triture o material. Isso acelerará o processo de fermentação.
•    Se possível, agregar à mistura, cal virgem ou gesso, na proporção de 10Kg por m³, para ajudar na retenção do nitrogênio.
•    Esterco bovino, caprino, avícola o suíno pode ser agregado enquanto não sobre passe o 40% do total da mistura de resíduos.
•    Enquanto mistura o material, pulverize o EM•1®-Ativado sobre todo o material para que possa entrar em contato com todas as partículas.
•    Pulverize apenas uma vez.
•    Forme pilas de 1,5m de altura por 3m de largura, para facilitar o manuseio do material.
•    Para uma melhor fermentação, mantenha uma umidade de 40% (40% de umidade é quando ao pressionar o material com a mão, não escorrerá água entre os dedos), e se possível cubra o material com uma lona plástica.
•    Se possível, realize o controle de temperatura, evitando que a mesma ultrapasse 60ºC. Se a temperatura ultrapassar este limite, realize novamente a mistura do material para baixar a temperatura.
•    Em 4 a 6 semanas, o adubo estará pronto para ser utilizado na própria empresa ou mesmo comercializado.

Benefícios

•    Acelera o processo de fermentação dos resíduos orgânicos, apenas 4 a 6 semanas.
•    Aumenta a disponibilidade dos nutrientes contidos nos resíduos orgânicos, principalmente Nitrogênio e Fósforo.
•    Enriquece o composto com microorganismos benéficos.
•    O processo é inodoro e sem presença de insetos.
•    Otimiza o espaço físico necessário para a elaboração de adubos orgânicos, e conseqüentemente diminui o uso de maquinarias e reduz os custos de infraestrutura para o aproveitamento dos resíduos.
•    Não há mais custos de transporte e deposição final dos resíduos.

TRATAMENTO DE EFLUENTES E ESGOTAMENTO SANITÁRIO

Uma das melhores ferramentas para o tratamento natural dos efluentes e esgotamento sanitário é o EM•1®. O uso do EM•1® evita a construção de instalações caras e de alta manutenção para o tratamento dos efluentes, ao passo que ainda diminui o stress dos trabalhadores e reestabelece a boa relação com a vizinhança, pois estes já não inalaram gases nocivos à saúde e estarão livres do mau cheiro.

Antes de indicar as dosagens e modo de usar, é importante ressaltar alguns fatores:

•    O EM•1® não é compatível com protozoários.
•    Para efluentes com DBO superior a 2.000 mg/L, um plano especial deverá ser formatado.
•    Pelo item anterior, é fundamental que o sistema conte com uma unidade separadora da parte sólida.
•    O EM•1® não é compatível com reagentes químicos, principalmente oxiredutores e sulfactantes, nem com soluções químicas a base de cloro, creolina e sulfato de prata.
•    O uso destas substâncias químicas deverá ser suspendido pelo menos 1 mês antes de iniciar o tratamento com o EM•1®.

Modo de usar e considerações

O tratamento de efluentes e esgotos com o EM•1® deverá ser realizado em duas fases, Tratamento de Choque e Manutenção.

1.    Tratamento de choque
•    Para Sistemas com DBO entre 2.000 e 1.000 mg/L, use a dose de 1 L de EM•1®-Ativado para cada 500 L do volume total das lagoas ou tanques de tratamento.
•    Para Sistemas com DBO abaixo de 1.000 mg/L, use a dose de 1 L de EM•1®-Ativado para cada 1.000 L do volume total das lagoas ou tanques de tratamento significativos, repetir a dosagem por mais 1 mês.

Para lagoas e tanques de sedimentação, aerados ou não, seguir o seguinte esquema de aplicações:

•    Primeiro mês: 3 aplicações semanais na dose recomendada de acordo a DBO do sistema.
•    Se ao término do tratamento não houver resultados, repetir a dose por mais um mês.

2.    Manutenção do sistema
•    Realizar a manutenção do sistema aplicando semanalmente 1 L de EM•1®-Ativado para cada 1.000 L de efluente, em base a carga diária do sistema.
•    Após o 6 mês de manutenção, realizar-se-ão apenas aplicações trimestrais com a mesma dosagem.
•    A manutenção será necessária sempre e quando houver descargas diárias nas lagoas ou tanques de tratamento.

Benefícios

•    Reduz eficazmente o mau cheiro do sistema.
•    Digere rapidamente a matéria orgânica, e consequentemente reduz a DBO e DQO.
•    Reduz eficazmente a concentração de coliformes.
•    Reduz eficientemente gases nocivos como amoníaco, hidrogénio sulfídrico, e o metil-mercaptano.
•    Evita a construção de sistemas caros e de alta manutenção para o tratamento dos efluentes.
•    Reduz significativamente o lodo sedimentado.
•    Reduz a necessidade de uso de produtos químicos.
•    Diminui significativamente os custos operacionais do sistema.

TRATAMENTO DE CAIXAS DE GORDURA E FOSSAS SÉPTICAS

Uma das maneiras mais simples e barata de realizar o tratamento de caixas de gordura e fossas sépticas é com a Tecnologia EM™. Os microorganismos do EM™ são capazes de acelerar o processo de decomposição de gorduras e azeites, realizando efetivamente a limpeza da caixa, dos tubos e das pias, evitando a limpeza periódica dos mesmos. O EM™ ainda ajuda a eliminar o mau cheiro das caixas e conseqüentemente, a presença de insetos e roedores.

Modo de usar e considerações

•    1 L de EM•1®-Ativado por cada 50 L de capacidade do coletor ou caixa.
•    Antes de realizar a primeira aplicação, é recomendável efetuar uma limpeza no coletor ou caixa para remover o excesso (crosta) que se deposita nas laterais.
•    No primeiro mês, realize 4 aplicações, distribuindo uniformemente na caixa coletora.
•    Logo, faça a manutenção semanal aplicando através das pias da cozinha, 1L para cada 1.000 L de água utilizada durante a semana. A manutenção também pode ser iniciada no primeiro mês.

LIMPEZA EM GERAL

O EM•1® poderá ser usado para realizar a limpeza geral das instalações, ajudando a suprimir maus odores e a reduzir custos, principalmente com o uso de produtos químicos.

Modo de usar e considerações

Na limpeza geral, o EM•1® pode ser usar de 3 maneiras:

1.    Aplicação direta em todos os sanitários, urinais, pias e ralos.
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: 100 mL por cada vaso sanitário, urinal, pia e ralo. Aplicar diariamente nos primeiros 3 meses, e 1 vez por semana após o 3º mês.
•    Forma de aplicação: após a limpeza de rotina, aplicar diretamente dentro dos vasos, urinais, pias e ralos.
•    Se necessário, se pode agregar essência natural desodorizante, neste caso, a essência deverá ser agregada ao EM•1®-Ativado antes de usar-lo.

2.    Pulverizado em todas as superfícies
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: preparar uma solução com 1 L para 19 L de água limpa sem cloro e agregar essência natural desodorizante, ou seja, uma solução com 5% de EM•1®-Ativado e essência desodorizante.
•    Rendimento: 20 L da solução para 300 m2 de superfície.
•    Freqüência de aplicação: diariamente
•    Forma de aplicação: após a limpeza de rotina, pulverizar a solução preparada em todas as superfícies do sanitário, paredes, pisos, muretas, sobre pias, incluindo interiores dos vasos sanitários, pias, urinais, cestos de lixo, etc.

3.    Aplicação na água de limpeza em geral
•    Dosagem do EM•1®-Ativado: 1 L / 50 L de água limpa sem cloro.
•    Freqüência de uso: diariamente
•    Forma de aplicação: apenas dilua o EM•1®-Ativado na dose indicada na água que será usada na limpeza.

Tecnologia EM™ na Avicultura.

O EM•1® está se transformando em uma grande ferramenta para as unidades de produção animal devido aos seus efeitos como probiótico, antígeno e saneante natural. O seu uso nas atividades pecuárias pode ser feito de 4 maneiras: nas instalações, no tratamento de efluentes e resíduos, na água fornecida aos animais e na alimentação. Os melhores resultados se obtém quando se combinam seus diferentes usos.

USO NA ÁGUA E NA ALIMENTAÇÃO

O uso do EM•1® na água fornecida as aves é uma das maneiras mais simples de se usar a tecnologia. Quando se usam tanques ou reservatórios para o armazenamento da água, o EM•1® pode ser simplesmente diluído nos mesmos.
É importante mencionar que o EM•1® não é compatível com cloro e sulfato de prata, geralmente usados para a purificação da água. Neste caso, se água for previamente tratada com um destes químicos, o EM•1® não surtirá efeito, pois os microorganismos benéficos são eliminados com estas substâncias.

Modo de usar e considerações

•    1 L de EM•1®-Ativado para 2.000 L de água.
•    Apenas diluir o EM•1®-Ativado no tanque ou reservatório e manter essa diluição manualmente ou com um dosador.
•    A água aditivada deverá ser fornecida às aves diariamente na rotina da granja.

Benefícios

•    Melhora microbiologicamente a qualidade da água, enriquecendo com substâncias benéficas (aminoácidos, vitaminas e enzimas).
•    Ajuda a eliminar o mau cheiro das excretas.
•    Ajuda a equilibrar a microflora intestinal das aves, conseqüentemente, melhora a conversão alimentar e o ganho de peso pelo aumento da assimilação de nutrientes. Isso por que, os microorganismos como Lactobacillus e Saccharomyces têm sido usados como probióticos com muito sucesso na produção animal.
•    Diminui a produção de metano estomacal, e conseqüentemente os animais se alimentam melhor.
•    Reduz o uso de antibióticos.
•    Diminui o aparecimento de diarréias.
•    Diminui o índice de mortalidade.

Através da simples pulverização ou fermentação dos componentes alimentícios fornecidos às aves, é possível melhorar a disponibilidade dos nutrientes presentes nestes, fazendo muito mais eficiente a nutrição. Como resultados, é possível:

•    Aumentar o ganho de peso com o mesmo consumo de ração, até 67g por dia.
•    Reduzir a taxa de mortalidade.
•    Melhorar a saúde das aves e a qualidade da carne, diminuindo o colesterol em até 17%.
•    Produzir ovos mais pesados (+3,7%), com gemas mais vermelhas por uma maior síntese de caroteno, clara mais consistente por uma maior síntese de albumina, e casca mais dura por uma melhor assimilação de cálcio.
•    Obter 6,5% de ovos mais grandes na produção.

O EM•1® poderá ser usado de duas formas na alimentação, pela fermentação direta de algum componente alimentício (Bokashi) ou pela aspersão direta sobre o concentrado ou ração.

Modo de usar e considerações

•    Para a aspersão direta, preparar uma solução com 1 L de EM•1®-Ativado diluído em 100 L de água e pulverizar diariamente a ração ou concentrado durante todo o ciclo de produção.
•    Para a fermentação do alimento (Bokashi), usa-se de 0,5L – 1 L de EM•1®-Ativado para 10 Kg de concentrado ou qualquer outro componente da ração como farelo de trigo, farelo de arroz, farelo de soja, farelo de milho, etc. Uma vez feito o Bokashi, use-o diariamente na dose de 1% a 3% do total do alimento fornecido.
Para fazer o Bokashi, realize os seguintes procedimentos:
-Distribua o material selecionado sobre uma superfície compactada limpa, de preferência sobre uma lona plástica ou piso de cimento;
-Pulverize o EM•1®-Ativado sobre todo o material, misturando bem para homogeneizar. Se a água usada na pulverização não for suficiente, agregue mais água ao material para obter uma umidade final entre 30 a 35%.
-Coloque o material em uma bolsa plástica ou recipiente que possa manter as condições totalmente herméticas. Se pode usar bombonas plásticas de 200 L com tampa removível.
-Faça a extração do ar do interior da bolsa plástica ou recipiente, já seja por meio de pressão manual ou com um aspirador. Feche muito bem para evitar a entrada de ar.
-Coloque as bolsas plásticas ou recipientes em local fresco e ao abrigo da luz, e deixe fermentar naturalmente por uns 7 a 10 dias. Durante este período, faça o controle da temperatura, para que a mesma não ultrapasse mais de 35ºC. Se a temperatura ultrapassar este limite, volte a misturar o material.
-Depois deste período, o Bokashi deverá apresentar um cheiro agridoce agradável, lembrando um licor. Neste momento, o Bokashi está pronto para ser usado.
-Se o Bokashi não apresentar cheiro agradável, isso significa que houve contaminação, e o material deverá ser descartado.
-DOSE DO BOKASHI: forneça o Bokashi diariamente. Na primeira semana, use 1% de Bokashi no total da alimentação, passando para 2% na semana seguinte, e a partir da terceira semana use 3%.

MANEJO DE RESÍDUOS ORGÂNICOS

O EM•1® através da compostagem poderá ser usado para converter rapidamente e sem odores, todos os resíduos orgânicos da granja, incluindo mortalidades, descartes, as camas e as excretas.

Modo de usar e considerações

•    Geralmente 18 L de água são suficientes para pulverizar 1m³ de material a ser compostado. Dilua 1 L de EM•1®-Ativado em 18 L de água.
•    Se as partículas dos resíduos são muito grandes, triture o material. Isto acelera o processo de compostagem.
•    Enquanto mistura o material, pulverize o EM•1®-Ativado sobre todo o material para que possa entrar em contato com todas as partículas.
•    Se possível, agregar à mistura, cal virgem ou gesso, na proporção de 10Kg por m³, para ajudar na retenção do nitrogênio.
•    Se for compostar a mortalidade ou descarte, se recomenda triturar ou picar o material e agregar 60% de cama, serragem ou outro material orgânico fibroso para ajudar a diminuir a umidade.
•    Pulverize apenas uma vez.
•    Forme pilas de 1,5m de altura por 3m de largura, para facilitar o manuseio do material.
•    Para uma melhor compostagem, mantenha uma umidade de 40% (40% de umidade é quando ao pressionar o material com a mão, não escorrerá água entre os dedos), e se possível cubra o material com uma lona plástica para favorecer a fermentação.
•    Se possível, realize o controle de temperatura, evitando que a mesma ultrapasse 60ºC. Se a temperatura ultrapassar este limite, realize novamente a mistura do material para baixar a temperatura.
•    Em 6 a 8 semanas, o composto estará pronto para ser para ser processado.
•    Se for comercializar ou estocar, seque o composto até que alcance uma umidade inferior a 13%.
•    A dosagem de aplicação do adubo no campo é de 1kg por m².

Benefícios

•    Permite compostar rapidamente os resíduos orgânicos, apenas 6 a 8 semanas.
•    Aumenta a disponibilidade dos nutrientes contidos nos resíduos orgânicos, principalmente Nitrogênio e Fósforo.
•    Acelera a conversão da matéria orgânica em húmus.
•    Enriquece o composto com microorganismos benéficos.
•    Reduz o custo de transporte dos resíduos para o campo, pois diminui o volume.
•    Ajuda a diminuir o mau cheiro e a infestação de insetos.
•    Otimiza o espaço físico necessário para o manejo dos resíduos, e conseqüentemente diminui o uso de infraestrutura.

LIMPEZA DE INSTALAÇÕES E CONTROLE DE MAUS ODORES

O EM•1® poderá ser diluído nos tanques que armazenam a água de limpeza ou de nebulização das instalações, ou simplesmente pulverizado manual ou automaticamente para realizar a sanitização e controle do mau cheiro nas instalações, assim como aplicado diretamente nas  camas para reduzir a produção de gases nocivos como o amoníaco.

Modo de usar e considerações

•    Se usado na água de limpeza ou nebulização, usa-se 1 L de EM•1®-Ativado para cada 50 L água. Apenas dilua o EM•1®-Ativado no tanque, mantendo a diluição de 1 para 50 L todas as vezes que renovar a água do tanque. Pode-se usar neste caso, um dosador. Use a água diariamente nas atividades rotineiras da granja.
•    Se usado na pulverização direta, usa-se 1L de EM•1®-Ativado em 19 L de água para cada 300 m2 de instalação ou cama. Realizar uma pulverização diária das camas e ao redor durante 2 semanas seguidas. Uma vez desapareçam os odores, pulverizar 3 vezes por semana até o final do ciclo produtivo. Se os odores voltarem a aparecer, deverá realizar aplicações diárias novamente por mais uma semana.
As pulverizações diárias têm como objetivo estabelecer as populações dos microorganismos eficazes nas excretas e na cama, impedindo a proliferação de outros microorganismos que apodrecem a matéria orgânica.

Benefícios

•    Promove significativamente a redução do mau cheiro das instalações, principalmente das camas e excretas.
•    Reduz a produção de amoníaco e outros gases nocivos como o amoníaco e o gás sulfídrico, reduzindo assim a incidência de doenças respiratórias nas aves.
•    Reduz a presença de moscas e outros insetos.
•    Proporciona o melhoramento sanitário e da saúde geral das aves, diminuindo as mortalidades.
•    Ajuda a obter resíduos de excelente qualidade que podem ser usados diretamente como adubo.
•    É de baixo custo.
•    É uma alternativa sem impactos ambientais, além de reduzir o uso de produtos químicos.
•    Promove uma boa relação do produtor com a vizinhança.

Tecnologia EM™ na Aquicultura

A Tecnologia EM™ é sumamente econômica, segura, fácil de usar, de alta qualidade, e produz resultados sustentáveis. Permite melhorar de forma significativa o entorno da produção, e a incrementar os parâmetros de competitividade associados à produtividade, sobrevivência, saúde e qualidade da produção. Além disso, é totalmente adaptável ás condições existentes nos atuais sistemas de produção.

O Plano de Uso da Tecnologia EM™ na Aqüicultura contempla 4 etapas objetivas:

•    Aplicação do EM™-Bokashi no fundo dos tanques como fonte de matéria orgânica e complementando com metabolitos derivados do processo de fermentação anaeróbico do Bokashi. Este produto está direcionado ao incremento de matéria orgânica e revitalização dos tanques.
•    Preparação do fundo do tanque com a adição de microorganismos aeróbicos e anaeróbicos benéficos para supressão dos microorganismos patógenos.
•    Estabelecimento dos microorganismos benéficos no sistema através da adição na coluna de água.
•    Desenvolvimento da capacidade imunológica da produção.

PREPARAÇÃO E APLICAÇÃO DO EM-BOKASHI

Para a preparação do EM-Bokashi, use os seguintes ingredientes:

-53% de Farelo de Arroz
-30% de Farelo de Soja
-17% de EM•1®-Ativado
• Realize os seguintes procedimentos:

-Distribua o material selecionado sobre uma superfície compactada limpa, de preferência sobre uma lona plástica ou piso de cimento;
-Pulverize o EM•1®-Ativado sobre todo o material, misturando bem para homogeneizar. Se a água usada na pulverização não for suficiente, agregue mais água ao material para obter uma umidade final entre 30 a 35%.
-Coloque o material em uma bolsa plástica ou recipiente que possa manter as condições totalmente herméticas. Se pode usar bombonas plásticas de 200 L com tampa removível.
-Faça a extração do ar do interior da bolsa plástica ou recipiente, já seja por meio de pressão manual ou com um aspirador. Feche muito bem para evitar a entrada de ar.
-Coloque as bolsas plásticas ou recipientes em local fresco e ao abrigo da luz, e deixe fermentar naturalmente entre 7 a 10 dias. Durante este período, faça o controle da temperatura, para que a mesma não ultrapasse mais de 35ºC. Se a temperatura ultrapassar este limite, volte a misturar o material.
-Depois deste período, o Bokashi deverá apresentar um cheiro agridoce agradável, lembrando um licor. Neste momento, o Bokashi está pronto para ser usado.
-Se o Bokashi não apresentar cheiro agradável, isso significa que houve contaminação, e o material deverá ser descartado.

Modo de usar e considerações

•    Em média se usa 500 Kg de EM-Bokashi por Hectare por ciclo, dependendo do estado dos fundos dos tanques.
•    O EM-Bokashi deverá ser distribuído uniformemente no fundo do tanque pelos menos uma semana antes de começar o processo de enchimento.
•    O fundo do tanque deverá ser umedecido antes da aplicação do EM-Bokashi.

ENCHIMENTO E PREPARAÇÃO PRÉVIA DOS TANQUES

Modo de usar e considerações

•    Durante o processo de enchimento dos tanques, estimado em 5 dias, se realiza uma aplicação diária de 150 L de EM•1®-Ativado por Hectare, desde o dia em que se inicia o enchimento do tanque, onde deverá ser obtido um total de 750 L de EM•1®-Ativado por Hectare.
•    O EM•1® -Ativado deverá ser diluído uniformemente no total da água utilizada para completar o enchimento do tanque.
•    É recomendável que o EM•1® seja ativado próximo aos tanques para facilitar a operação.

ADIÇÃO DO EM•1®-ATIVADO AOS SISTEMAS DE PRODUÇÃO

Modo de usar e considerações

•    Contando a partir do inicio do 1º dia de produção até o 120º dia, se realiza um processo diário de aplicação de EM•1®-Ativado na dosagem de 100 L por dia por Hectare.
•    O EM•1®-Ativado deverá ser uniformemente diluído na entrada do sistema, e os tanques de ativação deverão estar próximos ao tanque para facilitar a aplicação, que poderá ser realizada por um dosador automático.

NÚCLEO DE ALIMENTO EM- FERMENTAÇÃO DA RAÇÃO

A fermentação de parte da ração está orientada ao enriquecimento microbiológico do trato digestivo, melhorando a digestibilidade, a conversão alimentar e o aumento na capacidade imunológica.
Igualmente, desde o 1º dia de produção até o 120º se incorpora à alimentação, uma parte da ração fermentada com EM•1®-Ativado. Esta ração fermentada, não deverá exceder a 5% do total fornecido de ração diariamente.

Modo de usar e considerações

•    Para a fermentação da ração use a dosagem de 1 L de EM•1®-Ativado para cada 10 Kg de ração ou concentrado, e realize os mesmos procedimentos descritos para a preparação do EM-Bokashi.
•    Use diariamente 5% de ração fermentada no total da ração fornecida.
•    Apenas misture bem a ração fermentada à ração normal.

CONSIDERAÇÕES SOBRE A METODOLOGIA
•    Para a ativação do EM•1® se requer montar na unidade, tanques com capacidades específicas para a apropriada fermentação do EM•1®, os quais garantirão os volumes necessários a serem programados.
•    Estes tanques de fermentação são simples e podem ser de plástico ou fibra de vidro.
•    ESTE PLANO DE USO NÃO CONTEMPLA IMPLEMENTAÇÕES PARCIAIS, e seu êxito dependente altamente da capacidade de execução. Para isso, pelo menos um técnico deverá ser capacitado e estar apto a fazer o devido acompanhamento das Atividades.

Benefícios

•    Melhora significativamente a qualidade da água como turbidez, oxigénio disponível e pH.

•    Reduz eficazmente os custos de produção.

•    Realiza naturalmente o tratamento da água e reduz eficazmente a concentração de coliformes.

•    Reduz eficientemente a produção de gases nocivos como amoníaco, hidrogênio sulfídrico, e o metano.

•    Reduz significativamente o lodo sedimentado.

•    Reduz a presença de microorganismos patógenos na água e no solo, e melhora o sistema imunológico, reduzindo a incidência de doenças como a Mancha Branca.

•    Reduz a necessidade de uso de produtos químicos, como antibióticos e cal.

•    Ajuda a diminuir os índices de mortalidade, aumenta o rendimento e a densidade de cultivo.

•    Com o melhoramento da flora intestinal, aumenta a conversão alimentar e diminui o tempo de produção.

•    Permite uma produção mais saudável, limpa e sem impactos ambientais.